Cirurgia Vascular, Radiologia Intervencionista ou Neurocirurgia

Cirurgia Vascular, Radiologia Intervencionista ou Neurocirurgia

Pergunta: João Cardoso ( UNIFESP )

Parabéns pelo excelente espaço! Tenho acompanhado várias perguntas. — Gostaria de fazer procedimentos por via endovascular. Tenho dúvidas sobre cirurgia (endo)vascular, neurocirurgia e Radio-intervenção. Só poderei me filiar à SOBRICE e SBNRDT se fizer radiologia. — Sendo mais claro:

A)vascular+endovascular atua em procedimentos periféricos.

B)vascular+radiointervenção atua em periférico e visceral.

C)Neurologia ou neurocirurgia+radiointervenção atua em encefálico.

D)radio+radiointervenção atua em periférico, visceral e encefálico

Desse ponto de vista, seria mais vantajoso seguir a combinação D, pois me permitiria maior campo de atuação. Entretanto, o dia-a-dia do radiologista não me agrada tanto. Gosto de ter contato com o paciente e de poder tratar doenças o que não é papel da radiologia geral. Seria aconselhável para mim prestar radiologia, apenas como meio para entrar na radiointervenção? Tenho receio de não adquirir conhecimento clínico que as outras opções me propiciariam. Ademais desconsiderando, a qualidade de vida, qual dessas áreas me propiciaria melhor rendimento: endovascular, radiointervenção, neurointervenção ou neurocirurgia?

Resposta :

A escolha da especialidade deve ser a mais racional possivel, sendo de grande importância, já que implica em cerca de 40 anos de atividade profissional.

Devemos,acima de tudo, levar em consideração 3 aspectos :

1.a qualidade de vida que a especialidade proporciona.

2.a remuneracao que esta especialidade permite.

3.O prazer e conforto de lidar com o tipo de paciente dessa especialidade.

Esse último aspecto é fundamental e de acordo com suas opções citadas no email, o seu dia a dia será bastante diferente.

Algumas informações sobre essas especialidades podem te ajudar na escolha:

A neurocirurgia é uma das especialidades que confere maior status ao profissional, mas tem características especiais que devem ser analisadas antes da escolha.

É uma especialidade de acesso direto na residência com uma duração longa de 5 anos.

Além disso, leva-se um bom tempo para adquirir um posicionamento de renome, principalmente na medicina privada.

Comparando com outras especialidades, o tempo útil do profissional é menor, pois ele precisa estar  com 100 % de suas habilidades manuais conservadas para continuar a praticar a especialidade e qualquer pessoa com o decorrer do tempo, vai perdendo um pouco dessas habilidades..

Uma área em franco desenvolvimento fora do Brasil e começando a se desenvolver agora em nosso meio, são os serviços de emergência para acidentes vasculares , onde o neurocirurgião ou em alguns casos o radiologista intervencionista podem desempenhar um papel importante na colocação de stents.

Os ganhos financeiros são bons nessa especialidade e a qualidade de vida pode ser boa se o cirurgião for organizado, mas algumas urgências são comuns.

Somente existem plantões para neurocirurgiões em hospitais públicos, no restante apenas sistema de sobreaviso.

Ao todo, no Brasil são 69 serviços onde vc pode fazer a residência em neurocirurgia, sendo 19 em São Paulo, num total de 130 residentes entre R1 e R5.

A cirurgia vascular e a cirurgia cardiovascular são especialidades diferentes.

O ingresso nas residências de cirurgia cardiovascular ou de cirurgia vascular somente, exige como pré requisito a residência de 2 anos em cirurgia geral. Para cirurgia vascular são mais 2 anos e para cirurgia cardiovascular são mais 4 anos.

No Rio de Janeiro, por exemplo, são aproximadamente 7 vagas para residência em cirurgia cardiovascular e 29 vagas para cirurgia vascular.

A especialização em cirurgia cardiovascular é demorada pelo número total de anos na residência e o melhor centro de formação nessa especialidade é São Paulo, onde existem vários serviços de excelência. O mercado de trabalho é ainda carente em todo o pais, mas o tempo de consolidação do profissional  no mercado é lento.

Embora seja uma especialidade de alto grau de estresse, esses especialistas podem planejar bem o seu dia-a-dia por que a maioria das cirurgias são eletivas.

Com o progresso de técnicas menos invasivas, a cirurgia cardiovascular deve desenvolver mais na área de patologias congênitas.

A cirurgia vascular, por outro lado, permite um crescimento rápido da clientela, tem um período de formação menor e uma crescente população necessitando desses serviços. É uma ótima especialidade. Permite boa qualidade de vida, bons ganhos financeiros e conta com vários procedimentos pequenos, médios e grandes que agregam valor ao preço das consultas.

Na cirurgia cardiovascular os ganhos financeiros são bons, mas se leva tempo para adquirir a maturidade profissional e o tempo de vida úti é tambem menor quando comparado com outras especialidades.

Um cirurgião vascular com 10 anos de formado e trabalhando numa capital de médio porte, trabalhando com convênios e atendendo uma média de 10 pacientes por dia, vai estar ganhando cêrca de R$ 20.000,00 por mês.

Se estiver em uma cidade grande e se fizer procedimentos endovasculares, vai ter uma renda acima dos R$ 30.000,00 mensais.

Um neurocirurgião, com o mesmo tempo de formado, se for bem conceituado na cidade, pode faturar bem mais do que isso, porém vai ter uma pior qualidade de vida e menor vida útil profissional do que o cirurgião vascula

A radiologia intervencionista é uma sub especialização , em geral de duração de 2 anos, tendo como pré requisito a residência médica em radiologia, cirurgia vascular ou cirurgia geral.

Os radiologistas intervencionistas usam seu conhecimento em leitura de raios-x, ultra-som e outras imagens médicas para guiar pequenos instrumentos como cateteres, através dos vasos sanguíneos ou outros caminhos do corpo, para tratar doenças internas.

O treinamento especializado é certificado hoje pela Sociedade Brasileira de Radiologia Intervencionista e Cirurgia Endovascular (SOBRICE)

Procedimentos de Radiologia Intervencionista
 :

DIAGNÓSTICOS :

CRÂNIO FACE E PESCOÇO

Arteriografia Torácica e Vasos Supra-aórticos
Arteriografia Carótida Primitiva
Arteriografia Carótida Interna
Arteriografia Subclávia
Arteriografia Tronco Bronquiocefálico
Arteriografia Vertebral
Arteriografia Carótida Externa
Arteriografia Tiroidea Superior
Arteriografia Lingual
Arteriografia Facial
Arteriografia Faringeia Ascendente
Arteriografia Occipital Externa
Arteriografia Temporal Superficial
Arteriografia Maxilar Interna
Arteriografia Meningea Média
Arteriografia Seletiva de Ramos Intracranianos
Arteriografia Seletiva do Tronco Tireocervicoescapular
Colheita de Sangue dos Seios Petrosos
Arteriografia Vértebro-medular
Hemangiografia

TÓRAX

Arteriografia Brônquica
Arteriografia Pulmonar
Arteriografia Torácica
Cavografia Superior
Flebografia de SIstema Ázigos
Colocação de Cateter Venoso Central

ABDOME

Aortografia Abdominal
Arteriografia do Tronco Celíaco
Arteriografia Hepática com ou sem Lipiodol
Arteriografia Esplênica
Arteriografia Gástrica Esquerda
Arteriografia Gastroduodenal
Arteriografia Pancreática
Arteriografia Mesentárica Superior
Arteriografia Mesentérica Inferior
Flebografia Hepática
Cavografia Inferior
Esplenoportografia Percutânea
Portografia Transparietohepática
Portografia Via Arterial
Portografia com Coletas de Sangue para Pesquisa Tumoral
Pesquisa de Gastrinoma com Estimulação de Secretina
Avaliação Hemodinâmica Hepática

NEFRO/URO/GINECO

Aortografia Abdominal

Arteriografia Renal
Arteriografia Supra Renal
Venografia Renal Retrógrada
Venografia Supra Renal Retrógrada
Coleta de Sangue Via Cateterismo para Pesquisa Renina
Coleta de Sangue Via Cateterismo para Pesquisa de Tumor Supra Renal (ACTH)
Arteriografia Hipogástrica e Ramos
Avaliação de Varicosidade Genital (Varicocele – Síndrome Pélvica)

MEMBROS

Arteriografia de Membro Superior Completo
Arteriografia Subclávia
Arteriografia Axilar
Arteriografia Braquial
Arteriografia da Mão
Flebografia de Membro Superior
Arteriografia Membro Inferior Completo
Arteriografia Ilíaca Comum 
Arteriografia Ilíaca Externa
Arteriografia Femoral Comum 
Arteriografia Femoral Superficial
Arteriografia Femoral Profunda
Avaliação de Enxerto Vascular
Flebografia Ascendente de Membro Inferior
Flebografia Descendente de Membro Inferior
Varicografia 
Flebografia Ascendente de Membro Superior
Flebografia Descendente de Membro Superior
Hemangiografia

TERAPÊUTICOS :

Embolização de Tumor de Face e Pescoço
Embolização de Tumor de Base de Crânio
Embolização de Tumor Perenquimatoso
Embolização de Epistaxe
Embolização de MAV de Face e Pescoço
Alcoolização Percutânea de Angioma Capilaro-Venoso de Face e Pescoço
Embolização de Pseudoaneurisma Traumático de Face ou Pescoço com Balão e/ou Stent
Embolização de FAV de Face e pescoço
Embolização de MAV Cerebral
Embolização de FAV Cerebral Congênita ou Adquirida
Embolização de MAV Dural
Embolização de Aneurisma Congênito
Embolização de Aneurisma Gigante
Tratamento Pseudoaneurisma Cerebral
Angioplastia das Artérias Subclávias
Angioplastia das Artérias vertebrais Cervicais 
Angioplastia das Artérias Carótidas Cervicais
Angioplastias das Artérias Vertebrais e Carótidas Intracranianas
Angioplastias com Colocação de Stent
Quimioembolização de Cabeça e Pescoço
Quimioembolização Cerebral
Trombólise das Artérias dos Troncos Supra Aórticos
Trombólise das Artérias Intracranianas 
Trombólise do Sistema Venoso

INTERVENÇÃO VASCULAR VERTEBROMEDULAR

Embolização de MAV medular
Embolização de FAV Medular
Embolização de FAV Dural Medular 
Embolização de Hemangioma Vertebral
Embolização de Tumor Vertebral
Embolização de Tumor Medular

INTERVENÇÃO VERTEBROMEDULAR NÃO VASCULAR

Vertebroplastia Percutânea

INTERVENÇÃO VACULAR TERAPÊUTICA

Embolização de Sangramento Brônquio 
Embolização de Fistulo A-V Pulmonar
Tratamento do Sangramento Digestivo Varicoso e não Varicoso
Embolização de Tumor Hepático
Embolização Esplênica Parcial ( Hiperesplenismo)
Embolização de Fistula A-V
Emboização de Shunt Porto- Sistêmico
Embolização de Tumor Renal (Pré operatório)
Embolização de Sangramento Renal
Embolização de Tumor Pélvico (Pré operatório)
Embolização de Sangramento Pélvico
Embolização de Varicocele
Tratamento da Síndrome Pélvica por Embolização Gonadal
Embolização de Mioma Uterino
Embolização de Tumor Ósseo
Embolização de Tumor de Partes Mole 
Embolização de Lesão Aneurismática
Quimioembolização de Tumor Hepático
Quimioterapia intra-arterial
Angioplastia (Dilatação) arterial
Angioplastia (Dilatação) Venosa
Colocação de Stent Vascular
Colocação de Filtro de Veia Cava
Infusão de Trombolítico Intravascular
Trombectomia Mecânica 
Aterectomia Mecânica
Ultrasonografia Intervascular ( IVUS)
Tratamento de Embolia Pulmonar
Retirada de Corpo Estranho
TIPS (derivação Porto Sistêmica Via Percutânea)
Correção Endovascular de Aneurisma Arteriais ( Endoprótese)

INTERVENÇÃO NÃO VASCULAR

ABDOME

Biópsia Hepática Guiada por USG
Biópsia Hepática Guiada por TC
Biópsia Pancreática
Colangiografia Transparietohepática
Colangiografia por Dreno
Punção de Colocação Abdominal Guiada por USG e/ ou TC
Drenagem de Colocação Abdominal
Punção de Cisto Abdominal
Paracenteses
Drenagem Biliar Percutânea ( Tratamento da Icterícia Obstrutiva)
Colocação de Stent Biliar
Colocação de Stent Esofágico
Colocação de Stent Intestinal
Dilatação de Estenoses biliares
Extração de Cálculos Biliares Intra-hepáticos
Colecistostomia Percutânea 
Gastrostomia Percutânea 
Alcoolização de Nódulo Hepático
Alcoolizaçào de Cisto Hepático
Ablação de Tumor Hepático por Radiofreqüência (Radioablação)

TÓRAX/ MUSCULOESQUELÉTICO

Punção de Nódulo Pulmonar
Punção Pleural
Drenagem Plerual Percutânea
Punção de Mediastino
Punção de Corpo Vertebral
Punção de Osso 
Drenagem Precutânea
Alcoolização Óssea
Dilatação Esofágica
Stent Esofágico
Stent Traquéia/Brônquio 
Ablação por Radiofreqüência do Tumor Pulmonar e de Mama (Radioablação)

URO/GINECO

Biópsia Renal
Nefrostomia Percutânea
Colocação de Stent em Vias Urinárias
Extração de Cálculos Urinários
Biópsia Prostática 
Recanalizaçào da Trompa de Falópio (Infertilidade Feminina)

A interação do radiologista intervencionista com os pacientes é pequena; não há o “ encantamento “ que de um modo geral os médicos esperam do seu exercício profissional, tipo anamnese, exame físico, diagnóstico e tratamento…

O mercado de trabalho tende a se expandir bastante, com os procedimentos realizados por esse profissional tendendo a substituir muitas cirurgias ou procedimentos abertos.

A remuneração é boa e a qualidade de vida também.

Sucesso

Mário Novais

 

Mario Novais

Você deve estar logado para postar um comentário