Dicas para administrar o dinheiro de residente

Dicas para administrar o dinheiro de residente

Dicas para administrar o dinheiro de residente

      O controle das finanças pessoais é um assunto bastante pessoal e não existe apenas um modo correto de se fazer. Eu decidi escrever esse artigo pois tenho observado há algum tempo a quantidade de pessoas que se enrolam ao precisar começar a administrar seu dinheiro ainda no início da carreira.

     A bolsa de residência recebeu aumento há pouco tempo, estando no momento em torno de R$ 2.980,00. Fora alguns casos especiais, é bem plausível que o residente consiga fazer 24h semanais de plantão de emergência ou CTI. Supondo que receba em média R$ 6.000,00 por mês, terá um total de aproximadamente R$ 9.000,00. Lógico que isso pode variar e muitos até já trabalham atendendo na área de suas especialidades, mas essa quantia acredito ser bem razoável como objetivo para alguém que precisa se sustentar e pretende juntar algum dinheiro para começar.

     Tive um colega de residência que me procurou pedindo ajuda, querendo que eu o ensinasse a investir para ganhar dinheiro. Combinamos de conversar após o turno de trabalho e sentamos para conversar numa livraria silenciosa. Ele já veio me perguntando: “Então, me ensine aí como investir para eu começar a ganhar um dinheiro na bolsa! Estou precisando muito…”

     Esse pensamento está todo errado! Depois de acalmá-lo falei: “Vamos começar do início; anote aqui quanto você ganha e quais são os seus gastos.”

Ele nem sabia direito, segundo erro. Fica até difícil entender como uma pessoa que mora sem custos, tem almoço e jantar todos os dias no hospital, e fica a semana inteira estudando, ganhando 9 mil, pode estar tendo falta de dinheiro.

            Como iria investir se não sobrava dinheiro nenhum? Se você está com falta de dinheiro, sinto informar, mas não será investindo que resolverá seu problema. O investimento, inclusive, é um gasto a mais. Então o primeiro passo é saber quanto ganha exatamente e quanto e onde gasta. Fazer um orçamento simplificado. Levamos 10 minutos.

     Depois disso vem a técnica mais importante que alguém já me ensinou para se ter dinheiro e construir riqueza na vida: pagar a si mesmo em primeiro lugar. Eu já testei muita coisa, mas posso dizer que esse hábito foi um dos melhores que já tive, e não tem como recomendá-lo o bastante. Então com o orçamento ele pode “dar um jeito” de encaixar ali uma despesa de 5% do seu lucro mensal para se pagar primeiro. Antes do dono do posto de gasolina, antes do dono do restaurante, antes da empresa de cartão de crédito, antes do dono da boite, antes de todo mundo, quem tem que receber pelo seu trabalho é você. Lembre-se disso. Este dinheiro será usado para investimento e poupança apenas.

     A terceira coisa sobre a qual conversamos foram os gastos desnecessários. Para muita gente não é muito prazeroso entrar nesse assunto, mas é indispensável. É por causa disso que nenhuma quantidade de dinheiro será suficiente para a maioria das pessoas. Não importa quanto dinheiro ganhem, sempre terão problemas financeiros. Uma coisa muito sábia que me ensinaram foi que o dinheiro só amplifica quem você é. As coisas não mudam assim. Se você tem problemas com o que ganha hoje, ganhar o dobro só vai aumentar o tamanho do seu problema. Para ter mais, é preciso que primeiro você prove que é capaz de lidar com o que tem hoje, só assim é possível se ter sucesso  no próximo nível. Então a dica é: observe onde está gastando saiba a hora de dizer não a algo desnecessário, e principalmente, atente-se para as pequenas coisas. Por exemplo, sabe como esse amigo conseguiu o dinheiro para começar a poupar e investir em menos de 20 min? Eu já sabia um pouco dos seus hábitos e disse: “eu sei que você compra uma água com gás de 2,50 todo dia a tarde na cantina. Você sabia que tem um filtro com água gelada numa sala há 50 metros da nossa?” ; “Você precisa tomar o café expresso de 3,00 reais todo dia depois do almoço? Tem café de graça no refeitório se você quiser tanto assim”. E assim fomos falando dessas besteiras, de pouco dinheiro, mas que na soma descobrimos que ele gastava uns R$ 100,00 por semana só em besteiras que ele não precisava, na cantina. Por favor entenda o que estou dizendo. Não é para deixar de tomar um café ou uma água, ou o que for que você goste, é para perceber que as coisas mais simples quando somadas, chegam a um valor  significativo. Significativo o suficiente para representar sua aposentadoria. Se forem aplicados 300 ou 400 por mês, durante sua vida de trabalho, já é o suficiente para se ter uma aposentadoria.

     Resumindo, ele diminuiu alguns gastos, começou a se pagar primeiro 5%, depois 10%, e há alguns dias ele me ligou para agradecer e disse que o que tem aplicado nesse último ano mudou a sua vida para muito melhor. Esses princípios que comentei aqui são importantes para todos, independente do salário ou profissão. Você que estará ganhado bem, não pode dar a bobeira de perder dinheiro por falta de educação financeira.

Boa Sorte,

Vítor Torturella

Autor: Vitor Torturella

Vitor Torturella

Você deve estar logado para postar um comentário