Critérios diagnósticos para depressão maior – Widoctor

Critérios diagnósticos para depressão maior

Critérios diagnósticos para depressão maior

Critérios diagnósticos para depressão maior

Estima-se que 3,7% a 6,7% das pessoas terão pelo menos um episódio de depressão maior durante a vida, sendo que a incidência é duas a três vezes maior em mulheres do que homens. Além da depressão prejudicar as funções ocupacionais e sociais do paciente, ela também prejudica o tratamento de suas comorbidades. Mais ainda, a tentativa de suicídio, bem sucedida ou não, é a complicação mais importante deste distúrbio psiquiátrico.
Embora os sintomas da depressão sejam bem conhecidos (anedonia, depressão do humor, sono e/ou apetite alterado, etc.), é importante diferenciar com precisão a tristeza normal da patológica. Em outras palavras, há situações em que o humor deprimido é esperado e a sua resposta é adequada, e há momentos em que a tristeza não possui causa aparente e/ou a sua intensidade é tão intensa que acaba por prejudicar o cotidiano da pessoa acometida.
Como sempre, lançamos mão de critérios diagnósticos afim de facilitar a identificação dos pacientes que irão se beneficiar do tratamento adequado. Segundo o DSM-IV-TR, a “bíblia” da psiquiatria, os critérios são os seguintes:

  • A. Pelo menos 5 dos sintomas abaixo devem estar presentes simultaneamente por, no mínimo, 2 semanas. Pelo menos um dos sintomas em negrito deve estar presente
    • Humor deprimido
    • Perda de interesse ou do prazer
    • Perda de peso (sem dieta) ou ganho de peso, ou aumento/redução do apetite
    • Insônia ou hiperinsônia
    • Agitação ou lentificação psicomotora
    • Fadiga ou redução da energia
    • Sentimento de culpa inapropriada ou autoestima baixa
    • Pensamento ou concentração reduzidos, ou indecisão
    • Pensamento recorrentes de morte ou suicídio
  • B. Os sintomas não devem preencher critérios para episódio misto
  • C. Os sintomas causam sofrimento ou prejuízo das funções sociais, ocupacionais ou em outras áreas importantes .
  • D. Os sintomas não são causados por ação direta de substâncias (ex: uso de drogas, medicamentos) ou por outra doença (ex: hipotireoidismo)
  • E. Os sintomas não são completamente explicados pelo estado de luto (ex: após a perda de um ente querido, os sintomas duram mais de 2 meses e há alteração profunda das funções sociais, além de sintomas psicóticos e ideação suicida).

O diagnóstico de depressão é fechado quando todos os critérios identificados por letras são encontrados.
Fonte: Loosen PT, Shelton RC. Chapter 18. Mood Disorders. In: Ebert MH, Loosen PT, Nurcombe B, Leckman JF. eds. CURRENT Diagnosis & Treatment: Psychiatry, 2e. New York, NY: McGraw-Hill; 2008.
 
 

Yan Carvalho

Você deve estar logado para postar um comentário