Residência Médica aos 34 anos

Residência Médica aos 34 anos

Pergunta : Jorge ( Universidade Federal Fluminense )
Boa noite, Mário. Já sou formado há mais de 5 anos, tenho 33 anos, mas por alguns motivos em minha vida, não cheguei a fazer residência médica ou especialização. Durante a graduação, sempre me interessei por áreas mais cirúrgicas, de estar fazendo procedimentos. Nunca me interessei muito por ficar apenas realizando consultas ambulatoriais e, todo esse tempo trabalhando apenas com isso, me fez desgostar mais ainda. Estou em dúvida em algumas áreas pra me dedicar pra residência no próximo ano. Fico pensando em Oftalmologia, Anestesiologia e algumas áreas cirúrgicas, a própria Cirurgia Cardiovascular ou a Neurocirurgia. Tenho muito receio em relação ao tempo de formação e da questão financeira. Pode me dar uma luz em relação a isso? Agradeço desde já!

Resposta :

Em algumas situações, dar um passo atrás para buscar a satisfação pessoal e profissional vale muito a pena.
Conforme a especialidade escolhida, vc terá um tempo de atividade profissional maior ou menor.
Por exemplo, se escolher uma especialidade clínica, poderá estar clinicando bem depois dos 70 anos de idade.
Se optar por uma especialidade cirúrgica, além de levar mais tempo na formação e na solidificação dentro do mercado de trabalho, dificilmente estará operando a todo vapor depois dos 70 anos . Além disso muitos clientes não gostariam de serem operados por um cirurgião de mais idade.
Uma das maneiras de encurtar o tempo de formação profissional seria optar por uma especialidade de acesso direto.
E querendo ter algum tipo de procedimento cirúrgico durante o exercício profissional, talvez pudesse pensar em oftalmologia, gineco-obstetrícia, dermatologia e mesmo otorrino. Essas são especialidades de acesso direto, que incluem cirurgias, porém depois de uma certa idade poderia continuar fazendo apenas a parte clínica da especialidade.

A formação profissional é fundamental para o sucesso,. Assim acho que vc deveria( independente da idade ) ir por esse caminho. Se preparar ( estudando muito ) para passar na prova de residência (oftalmo que é uma ótima e promissora especialidade poderia ser uma boa opção ) e mesmo que durante a residência tenha que baixar seu nível de vida e gastar um pouco das suas economias.
O tempo que passou exercendo uma medicina bem prática não foi tempo perdido; vai te dar uma visão geral melhor da medicina e até mesmo te ajudar no dia a dia da futura especialidade.
É claro que o inicio na oftalmo (se for essa a escolha)_não vai ser tão simples ( como em qualquer especialidade ), vai começar trabalhando em clínicas de outros oftalmologistas até poder montar uma clínica básica de oftalmo ( talvez comprando alguns aparelhos usados em bom estado- o que não é difícil ) e aos poucos incrementando sua própria clínica.
Terminando sua formação com cerca de 37 anos ainda terá uma vida útil profissional bem longa, de pelo menos mais 30 a 40 anos.
Conclusão : Vale a pena começar do zero novamente e a oftalmologia será um bom caminho

E os cursos de Pós Graduação seriam boa opção pra vc ?

A formação básica do médico é extremamente importante e como a maioria das faculdades de Medicina é muito teórica, ao final do curso o profissional, agora já formado, precisa de um treinamento mais prático e a residência médica é o melhor caminho.
Por mais que existam bons cursos de pós graduação em diversas áreas da medicina, a residência ainda é , com toda certeza, o melhor caminho para esse aprimoramento do profissional.
A residência médica é fundamental na formação do profissional.
Acho que os cursos de pós graduação deveriam ser pensados somente quando não se consegue de nenhuma maneira entrar para uma residência.
Quando se termina a residência, o médico pode registrar seu diploma de residente no Conselho Regional de Medicina e se intitular especialista naquela área. Os cursos de pós graduação não dão esse direito. Os cursos de pós( se forem reconhecidos pelo MEC) apenas permitem que ao final deles vc preste o concurso para conseguir o título fornecido pela sociedade da especialidade em conjunto com a AMB.
Outra desvantagem dos cursos de pós é que vc não receberá a bolsa que os residentes recebem ( faixa de R$ 3.000,00) e ainda vai ter que pagar uma mensalidade para fazer a pós.
Mesmo com a carga horária puxada da residência você sempre poderá ganhar algum dinheiro dando de 12 a 24 horas de plantão semanal fora da residência .
Concluindo : a primeira opção sempre deve ser a residência. Seus clientes precisarão de um médico competente e você poderá ter uma carreira mais brilhante se tiver uma excelente formação na especialidade.

Sucesso

Mário Novais

widoctor

Os comentários estão fechados.