Pediatria ou Medicina de Família – Widoctor

Pediatria ou Medicina de Família

Pediatria ou Medicina de Família

Pergunta : Daise (Universidade de Ribeirão Preto)
Boa Tarde Dr! Estou concluindo minha graduação. E tenho muita duvida em qual área seguir. Gosto muito da área clinica e de conversar com os pacientes, por isso adorei as áreas de Pediatria e Medicina da Família. O que o senhor tem a me dizer sobre essas especialidades? Pois as pessoas vivem me dizendo que como pediatra vou trabalhar muito e ganhar pouco. Obrigada!!

Resposta :

A escolha da especialidade deve ser feita de forma bem racional, pois vc vai trabalhar nela por cerca de mais 40 anos e precisa se sentir feliz e confortável com o seu dia a dia na especialidade.

Alguns pontos são importantes na hora de se fazer essa escolha:

Qual a qualidade de vida que essa especialidade vai me permitir? Essa qualidade está de acordo com meus planos de vida?
Que remuneração essa especialidade vai me permitir? Essa remuneração combina com minhas ambições financeiras?
Como vai ser meu dia a dia de acordo com a especialidade que escolher? Vou me sentir confortável com esse cotidiano?
A chave do sucesso na escolha racional da especialidade é, sem dúvida, o melhor conhecimento de cada especialidade; principalmente em relação aos 3 itens citados.

PEDIATRIA :

Apesar da pediatria ser bastante agradável sob vários aspectos, ela se torna penosa porque ou você vai trabalhar a vida inteira dando plantões ( e quando tiver filhos , como fica ? ) ou vai trabalhar em consultório próprio e terá muitas realizações pessoais, mas também muitos telefonemas e uma “quase escravidão” com a clientela.

Além disso, a pediatria vai ser somente consultas; não existem procedimentos que agreguem valor e daí com uma consulta em média de R$ 60,00 dos convênios, vai ter dificuldade de conseguir boa remuneração.

Um outro aspecto é que a população envelhecendo e a natalidade diminuindo, a clientela para o pediatra tende a diminuir também.

O Mercado de trabalho para pediatras está com grande carência de profissionais em todo o país, provavelmente porque é uma das especialidades mais desgastantes e com remuneração ruim. Como já foi dito, na pediatria, não existem procedimentos que agreguem valor ao preço das consultas e com os convênios pagando somente cerca de R$ 60,00 por uma consulta no consultório, os pediatras trabalham muito, são muito requisitados em termos de telefonemas feitos pelas mães dos clientes e com isso estão sempre estressados. A qualidade de vida do pediatra é, portanto, ruim e a remuneração é injusta, por isso a maioria dos estudantes tem optado por outras especialidades( isso ocorre no mundo todo ) de melhor qualidade de vida e de melhor remuneração.

Em função da escassez de pediatras, os plantões em emergências de pediatra estão, no momento, remunerando melhor do que os plantões de outras especialidades, mas isso será transitório enquanto houver essa escassez. Além disso a tendência de qualquer especialista é, depois de algum tempo de formado, evitar plantões e dedicar-se ao seu consultório.

Atualmente o salário de um pediatra oscila entre R$ 7.000,00 e 9.000,00 mensais por um plantão de 24 h semanais ( esse valor pode variar de acordo com a cidade ).

Em relação a como melhorar a qualidade de vida do pediatra, por mais que vc oriente seus pacientes a procurarem um serviço de emergência sempre que necessário e não perturbem sua qualidade de vida, isso é quase impossível.

As sub especialidades da pediatria também não são muito boas como escolha, uma vez que o número de crianças que necessita destes especialistas não é muito grande, já que a maioria das doenças infantis são de manuseio do próprio pediatra.

Alergia e Homeopatia são relativamente exceções porque a freqüência de patologias destas sub especialidades é grande e a clientela aumenta com facilidade.

A homeopatia leva vantagem porque independe de convênios e portanto permite um rendimento maior por conta de clientela particular.

A Alergia permite a realização de testes e vacinas no consultório, agregando valor à consulta.

Mas tanto a alergia quanto a homeopatia e mesmo a própria pediatria  em geral não permitem uma boa qualidade de vida para o especialista e isso deve sempre ser levado em consideração na escolha da especialidade.

A Gastroenterologia pediátrica permite alguns procedimentos como biópsias, testes de sobrecarga e Phmetria, mas não são muito freqüentes. A maior parte das patologias desta especialidade é resolvida pelos próprios pediatras.

A Hematologia, a Genética, a Endocrinologia, a cardiologia e a Oncologia pediátrica estão carentes de profissionais no mercado, mas também são especialidades tristes e exigem uma estrutura emocional forte desses especialistas.

 Medicina de família :

 A Medicina de Família (PSF) é a especialidade que provavelmente possa trazer mais resultados em termos de saúde da população, mas como depende muito de ações governamentais, ela se torna uma especialidade não tão boa. No início os programas de saúde da família remuneravam muito bem (até R$ 15.000,00 por 20 horas de trabalho semanal), mas hoje já existem programas que remuneram apenas R$ 6.000,00 por essa carga horária .

Do ponto de vista técnico, uma residência prévia em clinica médica ou em pediatria , facilitaria muito o seu desempenho na área de saúde da familia.

Considerando que dos pacientes que procuram atendimento médico, mais de 80 % apresentam problemas simples e de fácil resolução, o papel do médico de família e generalista  é ao mesmo tempo muito simples e também muito importante, embora a cultura da população seja a de procurar sempre um especialista.

O médico dessa especialidade ( medicina de família ) deve ter conhecimentos básicos de medicina e do tratamento das doenças comuns e do ponto de vista qualidades pessoais, deve ser uma pessoa tranquila, tolerante, com capacidade de dar bastante atenção aos seus pacientes e acima de tudo deve “gostar de pessoas e de relacionamentos pessoais”.

Como na escolha da especialidade, é fundamental que se leve em consideração o tipo de paciente com quem vai lidar no exercício da profissão, sugiro que vc frequente algum PSF (sua faculdade deve ter um desses) para ter certeza de que se identifica com esse tipo de atendimento.

Sucesso

Mário Novais

widoctor

Os comentários estão fechados.