Relação entre especialidade médica e sobrepeso – Widoctor

Relação entre especialidade médica e sobrepeso

Relação entre especialidade médica e sobrepeso

Relação entre especialidade médica e sobrepeso

No relatório de 2014 do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA sobre obesidade, foi constatado que cerca de 35% da população dos EUA era obesa, ou seja, apresentavam um índice de massa corporal (IMC) de ≥ 30.

Nesse contexto, a Medscape realizou uma pesquisa em que constatou que 8% dos médicos que respoderam ao questionário eram obesos, e que outros 34% deles estavam no sobrepeso. Ou seja, quase metade dos médicos americanos que participaram da pesquisa não estavam nos padrões de peso considerados saudaveis.

Os cirurgiões gerais relatam ser os médicos com maior incidencia de excesso de peso, com 49% sendo considerados obesos (IMC> 25). Os médicos de família seguem de perto a 48%. Dermatologistas são os menos pesados, com menos de um quarto deles (23%) relatando um IMC> 25, seguido por 29% dos oftalmologistas. De acordo com investigadores de um estudo recente usando dados do Inquérito Nacional de Saúde e Nutrição de 2003-2006, olhar para o IMC sozinho pode perder muitas pessoas em risco de doença cardiovascular. No estudo, cerca de um terço dos homens e quase metade das mulheres classificadas como não obesas tinham uma alta porcentagem de gordura corporal. Alguns especialistas sugerem o uso de um IMC> 27-28 para indicar a obesidade, que se correlaciona melhor com a porcentagem de gordura corporal versus o ponto de corte de 30

 

As diretrizes mais recentes da American Heart Association / American College of Cardiology sobre risco cardiovascular recomendam uma dieta do tipo mediterrânea (rica em frutas, legumes, grãos integrais, peixe, azeite, aves de capoeira, nozes, legumes). Quando os entrevistados da Medscape foram questionados quais dietas escolhiam rotineiramente, 62% dos médicos com peso normal e baixo peso indicaram dietas que recomendam essa quantidade diária saudável de frutas e vegetais, e dentre médicos com sobrepeso esse número cai para apenas 39%. Ainda pior, entre o grupo mais pesado, 44% relataram que rotineiramente escolhem “refeições em movimento” ou uma dieta americana típica (carne na maioria dos dias; carboidratos na maioria dos dias de arroz branco, batatas ou produtos de farinha branca; gordura alta). Além disso, foi constatado na pesquisa da Medscape que 72% dos médicos dentro dos padrões de peso se exercitavam pelo menos 2x na semana, enquanto apenas 32% dos médicos com sobrepeso fazem o mesmo.

 

Fonte: https://www.medscape.com/features/slideshow/lifestyle/2014/public/overview#1

Caio Melo

Os comentários estão fechados.