Residência ou Pós Graduação

Residência ou Pós Graduação

Pergunta : Lucas (Faculdade Ciências Médicas Santa Casa São Paulo)
Olá! Gostaria de saber quais são as alternativas de formação além da residência médica para um médico recém formado! Quais exemplos de caminhos serviria de sugestão para o profissional investir enquanto deixa os planos de uma residência mais pra frente? Obrigado!

Resposta :

A residência médica é fundamental na formação do profissional e para quem já teve que aguardar 6 anos na faculdade, vale a pena investir mais alguns anos para ficar com uma formação melhor.

As faculdades de medicina são muito teóricas e a prática real vc vai conseguir é mesmo na residência que é um ”treinamento em serviço” .

Acho que os cursos de pós graduação deveriam ser pensados somente quando não se consegue de nenhuma maneira entrar para uma residência.

Existem dois tipos de Pós Graduação :

  1. Pós Graduação – stricto senso – São Mestrado e Doutorado
  2. Pós Graduação – Lato senso – São Residência e Especialização.

A Especialização é na prática, simplesmente chamada de Pós Graduação.
As residências para ter valor devem ser credenciadas pelo MEC e fornece ao aluno uma bolsa de estudos de aproximadamente R$ 3.000,00 mensais.
Ao término da residência o aluno pode se intitular “especialista “na área e pode se cadastrar no Conselho Regional de Medicina do seu Estado como especialista. Essa titulação serve para concursos públicos da especialidade.
Paralelamente a isso, existem os chamados “ Títulos de Especialistas” fornecidos pelas Sociedades Científicas da Especialidade, em convênio com a Associação Médica Brasileira ( AMB ).
Para esses títulos é exigida um prova, que só pode ser feita depois de terminada a residência médica ou algum curso de Especialização ( aí as regras são ditadas por cada sociedade de especialidade ).
Muitos planos de saúde exigem esse título para credenciar os médicos, por isso é interessante se obter essa titulação, independente do título da residência médica.
Os cursos de Especialização, chamados de Pós, começaram a ser criados para atender a demanda que não era conseguida pelas vagas de residência. São cursos com carga horaria menor ( em alguns casos semelhantes ) do que a residência médica; o aluno não recebe nenhuma bolsa e de um modo geral tem que pagar uma mensalidade.
Quando esses cursos são oficialmente credenciados pelo MEC, ao término do curso, o ano pode prestar prova para conseguir o título de especialista fornecido pelas sociedades científicas da especialidade, quando então ele estará, do ponto de vista de titulação, equiparado ao residente que também prestou essa prova.
Na prática, embora existam exceções de cursos de Pós de alta qualidade, os cursos de Especialização fornecem formação médica inferior à formação oferecida pelos programas de residência médica .
Sucesso
Mário Novais

widoctor

Os comentários estão fechados.